BIOGRAFIA

         Natural de Serpa, nascido em 1977, Carlos Alberto Paixão Amarelinho, iniciou os seus estudos musicais aos 14 anos, como saxofonista, na Escola de Música da Sociedade Filarmónica de Serpa. Entrou para o Conservatório Regional do Baixo Alentejo aos 18 anos onde concluiu o curso no ano letivo de 2000/2001 como saxofonista com o professor José Brito. Frequentou os mais diversos cursos de direcção de banda e orquestra nomeadamente com, Sir David Whitwell, António Saiote, José Brito, Alberto Roque, Jean Sébastien Bérreau, Francisco Navarro, Michael Dittrich entre outros. Fez vários estágios na Orquestra Nacional de Sopros dos Templários (Tomar) de 1997 a 2001. No verão de 2007, realizou um estágio e concurso de direcção em Budapeste. Frequentou várias Master-classes de saxofone, nomeadamente com os professores José Massarão, Mário Santos, Henk Van Twillert, Stéphane Laporte, Jean Yves Fourmeau e Mario Marzi.

          Tem sido convidado, como formador, a realizar várias Master-classes de saxofone e de direcção de orquestra nas mais variadas cidades do nosso país. Foi membro fundador do quarteto de saxofones de Lisboa, assim como do quarteto de saxofones do Alentejo (Alen Sax). Foi também um dos fundadores da Big Band do Alentejo (Big Alen Band) da qual foi maestro. Como compositor já escreveu para o festival da canção da RTP e faz regularmente arranjos e composições para os mais diversos ensembles, desde pequenos grupos a orquestras e bandas sinfónicas. Concorre anualmente a diversos concursos de composição nacionais e internacionais, tendo ficado em primeiro lugar no concurso de 2008 do INATEL.            

         Como maestro, já foi convidado a dirigir a Banda Sinfónica da Covilhã, a Orquestra de Sopros e a Banda Conjunta do Baixo Alentejo, a Banda Sinfónica Municipal de Huelva, a Orquestra da Universidade de Múrcia, a Orquestra Ibérica, a Orquestra Nacional de Sopros dos Templários e a Duna Symphony Orchester of Budapest.

            Licenciado em saxofone na escola superior de música de Lisboa, lecionou a disciplina de saxofone na escola de música e dança de Linda-a-Velha, no conservatório de Portimão, na academia de música de Lagos e no conservatório regional de Vila Real de Santo António. Na actualidade encontra-se a leccionar as disciplinas de saxofone e orquestra no conservatório regional do Baixo Alentejo.

         Foi maestro da Banda Filarmónica União Mourense durante 3 anos e é atualmente o maestro da Banda da Sociedade Filarmónica de Serpa (Fervereito 2014 até ao presente), desempenhando também o cardo de atual maestro da banda da Sociedade Filarmónica Silvense (2010/2015). Fundou recentemente a Banda Sinfónica do Sul (BSS),a qual teve estreia no dia 24 de Outubro de 2015 e da qual é maestro titular.

        É Licenciado em direção de orquestra de sopros pela Associated Board of the Royal Schools of Music em Londres e Frequentou o Master em “Film Scoring” (bandas sonoras para filmes e tv) pela Berklee | Boston | E.U.A.. Frequentou o Mestrado em Composição na Universidade de Évora em 2012 e em 2013 concluiu a profissionalização em saxofone e música de câmara pela Universidade Aberta. 

     

© 2015 - 2020 Carlos Amarelinho

  • Instagram
  • Facebook ícone social